quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Sobre

Provavelmente todos já perceberam que os ingressos para shows estão ficando cada vez mais caros. Soma-se a isso a falta de profissionalismo de algumas empresas que tratam o consumidor como LIXO. A desculpa é sempre a mesma: "o governo não dá condições para que os preços sejam menores". Não que isso não seja verdade, muito pelo contrário, faz os preços aumentarem muito, mas na maioria dos casos há abusos absurdos que não podem ter isso como desculpa.

O desrespeito pelo consumidor é cada vez mais frequente. As empresas não respeitam as mais básicas leis.

O Brasil tem recebido cada vez mais grandes eventos que geram empregos e movimentam a economia. Queremos que a cultura seja acessível igualmente à todos independente de seu poder de consumo, classe social, cor ou sexo.

A Campanha Ingresso Justo tem como objetivo chamar a atenção de todos para os preços abusivos cobrados nos shows no Brasil, discutindo, propondo e reivindicando soluções que beneficiem consumidores, empresas e artistas.

A iniciativa privada deve cumprir sua parte, respeitando os direitos do consumidor, evitando a prática de preços abusivos e fazendo valer o direito de TODOS, enquanto cidadãos, de terem direito a entretenimento por um preço justo.

Chamamos a atenção dos órgãos de proteção ao consumidor, que devem zelar pelos direitos dos consumidores e protegê-los dos abusos e limitações impostas pelos que agenciam e promovem os shows.

Dos consumidores, que não podem abrir mão de lutar pelos seus direitos sem que sejam privados de prestigiarem seus artistas e ídolos preferidos.

Segue abaixo algumas informações úteis sobre o tema.

Exemplos:
  • Paul Mccartney em SP
    Pista Vip R$600,00 (Mais que 1 salário mínimo)
  • Ozzy Osbourne em SP
    2008 | Pista R$180,00 - Pista Vip R$300,00 (aumento de 60%)
    2011 | Pista R$300,00 - Pista Vip R$600,00 (aumento de 100%)
Obs: Inflação da abril de 2008 até hoje, pelo índice IGP-M (FGV), foi de 14,88%. Já a 'inflação' dos ingressos do show do Ozzy, no mesmo periodo foi de 60% e 100%. (Fonte:Revista Divirta-se N°38 - Jornal da tarde)
Agora falando da meia-entrada, que muitas vezes é usada como desculpa. Veja o que o Procon de São Paulo diz a respeito:

É correto os organizadores de eventos/shows limitarem a venda de meia entrada?
Não. A concessão de meia entrada deve ser garantida para todos os alunos que se enquadram na Lei Estadual nº 7844, de 13/05/92 e Lei Municipal nº 13715, de 07/01/04, ou seja, estudantes do ensino fundamental, médio e superior, sendo estendido no municipio de São Paulo, para alunos de cursos pré-vestibulares, profissionalizantes (básico e técnico) e pós-graduação. Se houver recusa no cumprimento da lei, o aluno, poderá adquirir o ingresso com valor integral e requerer posteriormente a devolução da quantia paga a maior, através de um órgão de defesa do consumidor ou o próprio Poder Judiciário. Para isto, deverá apresentar o ingresso e a identificação estudantil.

Fonte: Procon

O artigo 2º da lei municipal nº 11.355/93 que limita a 30% do total de ingressos a venda para estudantes acaba sendo anulado pela lei estadual 7.844/92 onde não existe esse limite. Como há divergências entre as leis, a lei estadual prevalece sobre a municipal fazendo com que essa cota de ingressos para meia entrada seja proibida.

Segundo o Procon, a venda de meias-entradas deve ser feita não só nas bilheterias, mas também via internet e telefone. Ainda de acordo com informações do Procon-SP, as produtoras de eventos não podem limitar a venda de ingressos especiais para estudantes a dias, horas ou locais específicos. O estudante tem direito à compra de ingresso de todas as formas oferecidas ao público em geral.

Outra pratica ilegal é a taxa de conveniência cobrada em percentual. Segundo o Procon-SP, a taxa de conveniência só pode ser cobrada se tiver um preço fixo, independentemente da localização do assento escolhido pelo cliente.

20 comentários:

  1. Pois é pessoal,
    eu trabalho com produção e me sinto estrangulado pelos preços que as empresas de som tem cobrado aqui em BH para um evento de 100 pessoas... em torno de 250 reais por noite.
    E o pior de tudo, é que são somente especuladores que geralmente não são músicos e não tem a mínima habilidade técnica para operarem uma mesa de som... eles acabam pensando que mesa de som é vídeo game. Capacitação zero! Cadê a ordem dos músicos do Brasil nessas horas? Eles estão mais preocupados com a anuidade do que com o fomento da classe musical.
    E mais uma, se você for na loja comprar um equipamento de som profissional, eles vão te cobrar o olho da cara e só te darão 3 meses de garantia... isso realmente não está justo.
    Conclusão, quem paga a conta é o consumidor final.

    ResponderExcluir
  2. Que saudade da época do Hollywood Rock, Show bom e barato!!!!

    ResponderExcluir
  3. Essa merda de pista vip estragou com tudo,além de afastar os fans das suas bandas favoritas, e enriquecer os produtores,essa merda tirou a magia que tinha dos fans chegarem cedo e correrem lá pra frente pra pegar um lugarzinho massa na hora de abrir os portões, e fora a liberdade que vc tinha de querer ir a hora que quisesse ir lá na frente, voltar e ir de novo, é foda!
    Absurdo esses preços, temos que fazer algo logo e já, pois todo mundo sabe que se fosse um preço único e com meia entrada, rolaria tranquilo, nas antigas que tudo era bem mais caro pra fazer evento gringo rolava, pq hj não rolaria? Eles alegam que não tem apoio, e aqueles balões da HEINEKEN, BURN, HYUNDAI, PREFEITURA, GOVERNO DO ESTADO,ETC...? Conversa fiada! Vamos agir rápido!

    ResponderExcluir
  4. Até as taxas de conveniência... Não sabia dessa! É bem chato saber que há tanto desrespeito nesse país. Tomara que o abaixo assinado dê certo. Assinarei com certeza.

    ResponderExcluir
  5. É realmente um absurdo os preços que estão cobrando pelos shows. Ainda mais considerando a qualidade do serviço que nos prestam...temos que nos matar pelas madrugadas para comprar ingressos em sites PORCOS e MAL PREPARADOS para receber os fãs. Sem falar na maldita taxa de conveniência...cada vez que compro um ingresso me sinto ASSALTADO pelos sites de compra de ingressos..
    Infelizmente descobriram que ganhar dinheiro em cima da paixão dos outros(nossas bandas favoritas) é fácil, pois em muitas vezes, os fãs não medem esforços para ver seus ídolos....mesmo sabendo que estão sendo lesados...

    ResponderExcluir
  6. GALERA ESSE PREÇO DE INGRESSO NO BRASIL E UMA VERGONHA...BOSTA O POVO METALEIRO NAO E RICO NAO.......

    ResponderExcluir
  7. Ta, muitas alternativas e muitos argumentos. E agora? O que iremos fazer? Conhecimentos nós ja temos, precisamos de uma ação!

    ResponderExcluir
  8. O preco do ingresso é alto porque:

    - os artistas vem cobrando cada vez mais no cache, já que lucram muito pouco hj em dia com as vendas de CDs, etc. Dessa forma é natural que as bandas facam mais shows (sao obrigadas) e naturalmente cobrem mais caro para compensar as perdas relacionas a pirataria. Show ao vivo nao da para "piratear".

    - Em caso de artistas internacionais, sempre deve-se lembrar que tem o custo das passagens para a equipe toda. No minimo 6 podendo chegar a 40 50 pessoas. Digamos que sejam 15 pesssoas vindo da Europa: 15x2500,00 sao 37.500 reais so de passagem. Com um ingresso a 50 reais (barato) precisaria vender 750 ingressos somente para cobrir esse item

    - As famigeradas OMB e ECADE dao um mordida violenta que pode variar de 5 a 20% do lucro do evento.

    - Os muitos atravessadores que operam no Brasil. Raramente um produtor local de alguma cidade consegue contratar um ou mais shows diretamente com as agencias que representam os artistas. Sempre o negocio é feito com agencias intermediarias que revendem esses shows, naturalmente, com lucro.

    ResponderExcluir
  9. complementando:

    - o risco cada vez maior de publico baixo devido nao exatamente ao preco, mas pela quantidade de shows todas as semanas. Dessa forma, o promotor tenta empatar os custos contando com uma menor quantidade de pessoas. Se o show bombar, o lucro é bom.. se der errado (maioria dos casos ultimamente) vai dar prejuízo grande.

    ResponderExcluir
  10. eles tem que ver que aqui é o brasil caramba,nao é nenhum pais com alto padrao desenvolvido pow , eles tem que ter mais consistencia e analizar isso que ta um absurdo

    ass; Paulinho Rock star

    ResponderExcluir
  11. Perfeito!
    Onde é que eu assino?!

    Sugiro colocarem o abaixo assinado no The Petition Site, pois, aumentará a praticidade e organização do abaixo assinado.

    Boa Sorte à todos nós!
    até...

    ResponderExcluir
  12. Concordo e ainda digo mais pois devido a esses aumentos absurdos quem realmente curte e valorizam as bandas não podem ir, dando lugar a filhinhos de papai.

    ResponderExcluir
  13. concordo plenamente que o ingresso está cada vez mais caro, eu por exemplo paguei 600 no show do Bon Jovi e estou pagando 400 no show do Iron Maiden, está cada vez mais caro!

    ResponderExcluir
  14. Cadê o incentivo do Ministério da Cultura para susidir bandas e artistas caros?

    ResponderExcluir
  15. Me desculpe Anonimo... mas o Show do Paul McCartney não justificava o valor! Ou vai me dizer que os organizadores não esperavam lotar aquilo alí? CONVERSA FURADA! Concordo, os riscos são altíssimos em trazer um grupo da europa. Mas qualquer coisa, BEM PLANEJADA, dá certo sim! É possível organizar bons shows, com preços JUSTOS, e que não tragam prejuízos, e sim lucros consideráveis. Accept em Maio... R$ 90,00 ... não acho o preço injusto, e o cachê deles é altíssimo. É POSSÍVEL SIM PRATICAR BONS PREÇOS SEM ESFOLAR O BOLSO DO PESSOAL!

    ResponderExcluir
  16. Já está na hora de tomar uma atitude mais radical. Não adianta ficar apenas na palavra, temos que começar a boicotar os shows e isso foi provado que funciona. Se eu não me engano foi em Israel com o Metallica. Na época foi criado um site para o boicote e a venda de ingresso foi muito baixa. Resultado: Foi feita uma reunião com os organizadores e o preço do ingresso foi reduzido. Então chega de ladainha vamos agir.

    ResponderExcluir
  17. Eu sou contra a Pista vip, isso é ridículo, o cara que inventou isso devia morrer!!!
    Pista é Pista, não vale pagar mais caro pra ver o ídolo de perto, é quem é pobre? quem trabalha o mes inteiro e ganha 1 salario minimo(eu)? não da pra ir num show com pista vip!!!

    ResponderExcluir
  18. Podem contar comigo, pq tambem compro ingresso pra ir em shows e e um absurdo mesmo. saiu uma materia na revista Roadie Crew do mes passado falando absolutamente sobre o preço dos ingressos. Em outros paises por ex. festivais que duram 3 ou 4 dias o preço do ingresso varia de 250 a 400 pra ver 120 bandas. Concluindo: aki na brasil e roubo pra todo lado e e muita injustiça!!!

    ResponderExcluir
  19. * Abaixo assinado, protestos e "quebra-quebra" contra OMB e ECADE JÁ !!! (são orgãos absurdos que ferem a constituição, já vi muito promotor de shows pequenos levarem prejuizos por ter que pagar o Ecade)

    * Abaixo assinado, protestos e "quebra-quebra" contra A ABERRAÇÃO PISTA-VIP !!! (fere exaustivamente direitos do consumidor, e faz parte de um processo de elitização que começou a pouco, e com mais intensidade agora, em nosso país)

    obs: interessados mandar mensagem para mdo.manifesto2@gmail.com para mobilização

    ResponderExcluir